GeoWeb

Design e Tecnologia.

Claro passa a TIM, meta agora é derrubar a Vivo do primeiro lugar

| 0 comments

Essa guerra de operadoras é algo muito bom, no geral as coisas melhoram principalmente para os usuários. Embora em ambas as empresas tenham técnicas de vendas e planos similares um pequeno diferencial em qualquer uma pode fazer com que os usuários troquem de operadora. Hoje ainda mais fácil e prático graças à portabilidade numérica que está sendo implantada em todo país.

A Claro acredito que agora vai dar o pulo do gato, após passar a TIM, nas próximas semanas de setembro (2008) ele vai lançar o iPhone, coisa que segundo notícias nos sites a TIM não possui nenhum contrato com Apple. No Brasil o iPhone será lançado também pela Vivo, além da Claro. O lado ruim disso tudo são os usuários que já possuem planos de dados…  a coisa vai ficar feia, as redes que já estam sobrecarregadas imagina agora com a chegada do iPhone.

Pior pros usuários da Claro, que diga o Rodrigo Toledo, que anda sofrendo com a instabilidade da conexão da Claro e segundo a operadora tudo só vai se resolver só em outubro. Segue abaixo a matéria completa que saiu no Yahoo.

Claro chega à segunda posição no mercado de celulares

 

Quatro anos depois de ultrapassada pela TIM, a Claro reassumiu a segunda posição no mercado de celulares no mês de agosto, segundo números da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgados ontem.

As duas aparecem empatadas com 25,09% do mercado brasileiro. A Vivo segue na liderança, com 30,12% de participação. A Claro convocou entrevista coletiva para comemorar a segunda colocação. O presidente da operadora, João Cox, disse ter fechado agosto com 34.732.117 linhas móveis, ou 5776 a mais que a TIM.

“A diferença é de 5776 clientes e pode parecer singela em relação ao total, mas no mês anterior era de mais de 400 mil (a favor da TIM), é uma virada”, ressaltou.

Cox considera agosto como mês da virada. Agora diz que a meta é o topo. “Desde que cheguei na Claro, meu objetivo é a liderança, que já foi obtida em termos de vendas”, disse.

Ele preferiu, entretanto, não estipular prazo para que a Claro ultrapasse a líder de mercado Vivo . “Nunca defini prazo para chegar ao segundo lugar, foi só uma etapa do caminho que a gente cumpriu. Não estou preocupado com o tempo”, disse.

Segundo a consultoria Teleco, a Claro liderou o crescimento em agosto, com a venda de 1.011.996 de celulares, seguida pela Vivo (757 mil), pela Oi (674 mil) e pela TIM (547 mil). A Claro ocupava a terceira posição desde janeiro de 2005.

Nos últimos meses, a empresa apresentou números bem próximos da TIM. A diferença entre as duas empresas era de menos de um ponto porcentual no mês de julho, quando a TIM aparecia em segundo lugar, com 25,26%, e a Claro era a terceira colocada, com 24,92%.

Já a operadora Oi, em agosto, se manteve na quarta posição, com 15,62% de participação de mercado, e a Brasil Telecom vem em quinto lugar, com 3,72%.

Entre as novas estratégias para a liderança, Cox apresentou o iPhone como um dos pilares de sua estratégia. TIM e Oi ainda não têm contrato com a Apple”, afirmou, evitando detalhar o lançamento do produto.

A telefonia móvel de terceira geração (3G) também será importante no projeto de liderança. Segundo o executivo, a Claro atua em 20 Estados, com o sinal disponível a 65 milhões de potenciais clientes. “No fim deste mês, mais três unidades da federação estarão cobertas”, afirmou.

Quando questionado sobre a causa da instabilidade na rede 3G em algumas localidades de São Paulo e Rio de Janeiro, Cox disse que a mudança no planejamento urbano pode afetar o sinal. “A rede é viva: se aparece um prédio do lado, muda a transmissão. Por isso estamos sempre atentos”, observou.

Em nota, a empresa informou que houve uma “pequena sobrecarga em dois de seus sites localizados na região do Butantã, em São Paulo, gerada pela alta utilização dos serviços 3G”. A situação só será regularizada em outubro. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

?

Comments

comments

Leave a Reply

Required fields are marked *.